Misturou

Mestre Toni Vargas - Mestre Toni

Berimbau chorou no terreiro
Sinhazinha correu pra escutar
Berimbau falou de um guerreiro
Que os negro ia libertar
Ele vem vestido com a noite
As estrelas à lhe iluminar
Tem a força do mar nas entranhas
E o poder dado por orixás
Sinhazinha tremeu assustada
Sem saber se ainda ficava ali
Berimbau então silenciou
E no terreiro apareceu Zumbi

Foi Zumbi


Sinhazinha tombou de joelhos
O rei negro então a possuiu
A noite fez-se fogo e o negro
Assim como veio partiu
Deixou a semente da raça
No ventre da terra Brasil
Misturou, misturou
Quem pensar que é só branco se enganou

Misturou, misturou


Branco, negro e índio misturou

Misturou, misturou


A semente da raça misturou

Misturou, misturou


No Brasil foi que tudo misturou

Dois gigantes se confrontam
Um feito de carvão e outro de bronze
De fundo um berimbau e um pandeiro
Cruzando o ar tal qual espadas
Fortes pernas, olhares se cruzando, se buscando
Em meio a rodopios e negaças
Enquanto um voa o outro beija o solo
De fundo um berimbau e um pandeiro
E de repente um talho, outro talho
O sangue irriga a terra e a ira
A perna sai mais forte o corpo gira
E vai ao chão um bravo capoeira
O outro triunfante e cansado
Se chega para o pé do berimbau
E canta ladainha de vitória
E pronto a inspirar mais uma história
Olha ao redor com ar de desafio
De fundo um berimbau e um pandeiro

Undervisning


Herunder finder I de midlertidige træningstider under corona genåbningen, gældende fra 18. maj 2020.


Mestre Steen


Mestre Espiga (Benjamin)


Mestre Camarão (Pelle)


Contra-Mestre Raio (Nickolas)