Quilombo dos Palmares

Mestre Ramos - Quem vem la sou eu

O Quilombo dos Palmares
O Quilombo dos Palmares
O maior da escravidão
O negro fugia da Senzala
Para lá se esconder

E não dá para entender
O que tamanho a covardia
O negro trabalhava tanto
De noite e noite e dia

Foi nessa grande amargura
Os negros se reuniam
E aluam a capoeira
E com ela se defendia
Mas o tempo se passou
E a arte evoluiu

Apereceram grandes mestres
Como seu Bimba e seu Pastinha
Um mestre jogava Angola
O outro a Regional

Você que se diz capoeira
Você que se diz capoeira
Mas não tem história pra contar
Histórias como essas
Que eu trouxe no meu cantar
Dançar da raça negra
Que eu jurei cultivá, camará

Iê, viva meu Deus

Iê, viva meus Deus, camará


Iê, viva Zumbi

Iê viva Zumbi, camará


Iê viva Palmares

Iê, viva Palmares, camará


Iê a escravidão

Iê a escravidão, camará


Iê, a liberdade

Iê, a liberdade, camará


Iê da capoeira

Iê, da capoeira, camará


Vamos embora

Iê, vamos embora, camará


Iê, dá Barra Fora

Iê, da Barra Fora, camará


Genåbning 2021

  • maj
    13

    Kr. Himmelfartsferie (lukket tors/fre)

    13. maj 2021

  • maj
    24

    2. Pinsedag (lukket)

    24. maj 2021

  • jun
    23

    Sankt Hans (lukket)

    23. juni 2021

  • jun
    26

    Sommerfest

    26. juni 2021

  • jun
    27

    Sommerferie (27/6-8/8)

    27. juni 2021

  • jun
    28

    Sommer Capoeira Camp

    28. juni 2021

  • okt
    01

    30-års jubilæum & Batizado (1.-3. oktober)

    01. oktober 2021

  • okt
    08

    20 års jubilæum i Serbien (8.-10. oktober)

    08. oktober 2021